OCT | One Tree Planted realiza visita técnica à OCT para conhecer ações e estratégias de conservação produtiva e ambiental.

A agenda objetivou  conhecer a OCT e as atividades desenvolvidas na Área de Proteção Ambiental (APA) do Pratigi, em especial as ações e estratégias desenvolvidas pela conservação ambiental e produtiva da instituição, além das ações realizadas pela parceria entre as instituições. O primeiro momento ocorreu na sede da OCT, localizada na Serra da Papuã, em Ibirapitanga – Bahia, onde aconteceu uma reunião com o diretor executivo, Joaquim Cardoso, a equipe técnica e coordenadores de projetos. Apresentando o contexto de formação da OCT, Cardoso enfatizou a importância da instituição que atua no Baixo Sul da Bahia buscando integrar institucionalidade, meio ambiente, unidades de vida e os seres humanos.

               

No primeiro dia de visita, na quinta-feira (26), Alaine Ball, gerente de projetos da One Tree Planted, juntamente com equipe técnica da OCT e Edvaldo Quinto, secretário de agricultura e meio ambiente de Ibirapitanga. Realizaram visita na fazenda São Jorge dos Pitangas em Ibirapitanga, onde dialogaram com o proprietário e fizeram plantio de mudas.

            

No mesmo dia, se deslocaram para Assentamento Dois Rachões que está localizado no município de Ibirapitanga. Com 406 hectares e 40 famílias residentes, o assentamento é a primeira área da Bahia com Certificação Orgânica Participativa, pela Rede de Agroecologia Povos da Mata.

A visita foi marcada pelo compartilhamento de experiências agroecológicas, produtividade orgânica e certificação participativa, com destaque para o andamento da área de restauração florestal em Área de Preservação Permanente (APP) de nascente na comunidade, realizado em 2020 com plantio de 10.000 mudas nativas e frutíferas, fruto da parceria da OCT com a One Tree Planted.

                  

Na ocasião, Rubens Dario, agricultor do assentamento, transmitiu que por meio da parceria entre a comunidade e a OCT foi possível a adequação do imóvel nas áreas de APP. “Não teríamos condições de arcar com os custos que a legislação de certificação orgânica nos exigia, que seria restaurar essa área degradada. Por meio do projeto, conseguimos assistência técnica e o plantio das árvores, mantendo nossa certificação”.

O agricultor ressaltou também que é fundamental conciliar o meio ambiente com produtividade. “Além das arvores incluímos alimentos para nosso consumo e produção. Hoje temos mandioca, milho, feijão, abóbora, entre outros. Vimos que é possível conciliar floresta, cabruca e alimento” finalizou o agricultor.

Já no segundo dia, 27, a gerente de projetos da One Tree Planted e equipe da OCT se deslocaram para a Comunidade Juliana, em Piraí do Norte – Bahia, para conhecer as ações e estratégias consolidadas de restauração florestal em nascentes e no entorno. Nesse dia, os coordenadores mostraram a propriedade de Jovan Rocha, beneficiário da instituição desde 2012.

            

A área de Jovan, mais conhecido como Branco, foi contemplada com o projeto Carbono Neutro, onde foi possível restaurar a nascente a partir da neutralização da “Pegada de Carbono” de pessoas físicas e eventos, realizada a partir da calculadora disponível no site institucional, e pelo projeto Vida Melhor Cacau para Sempre, do Governo do Estado, com o plantio de 1 hectare de Sistema Agroflorestal (SAF).

Muito orgulhoso pelos benefícios adquiridos com o projeto, Rocha fez questão de transmitir que sua área era apenas um pasto sem nenhuma produtividade. “Em 2012, a OCT veio na minha propriedade com a proposta de nos inserir nos projetos.  No começo foi difícil, porque a gente acha que vai perder a área. Aqui a gente não podia usar a água para nada, nem para os animais beber. Hoje eu tenho uma floresta no meu quintal e essa água aí na frente serve para o consumo da minha família e vizinhos. Meu SAF cresceu, e minha roça já chegou em média a 144 arrobas de cacau por ano” comentou.

Ao longo das visitas, a equipe passou ainda em outros áreas que estão iniciando o processo de restauração no entorno de nascentes. Para isso, umas das parcerias firmadas é com o município de Nova Ibiá, que já deu início a restauração ecológica em áreas de nascentes e rios. Para o marco de início das ações, o prefeito José Murilo Nunes, juntamente com secretários de agricultura e meio ambiente de outros municípios próximos, simbolizaram o momento com a colocação da placa do projeto e também o plantio de mudas nativas e frutíferas em área de produtor que aderiu ao projeto.  

                                                      

A parceria entre a One Tree Planted e a OCT começou em 2020 com o plantio de 100 mil árvores, e a perspectiva para 2021 é chegar em mais 200 mil, comenta Ball. “Esse projeto envolve muitos alinhamentos de valores, não pensamos apenas no processo de restauração florestal e ambiental, mas também ações que tenham um impacto social muito forte, e esses dias de experiências passados aqui com a equipe da OCT vimos claramente o impacto na região. E por isso temos certeza de que quanto mais pessoas, produtores e municípios se juntarem nessa iniciativa maior será a força para que esse projeto continue e seja reaplicado em outras regiões”. Ressaltou a gerente.

Para Rogério Ribeiro, coordenador ambiental da OCT, a visita foi marcante pois a instituição conseguiu compartilhar as estratégias e experiências realizadas na região. “Estamos muito felizes com a parceria que estamos realizando entre a One Tree Planted, as prefeituras da região e os produtores. Essa união visa não somente a recuperação florestal de áreas importantes como nascentes e rios, mas, sobretudo o desenvolvimento rural em bases conservacionistas. Esse projeto é um dos passos do caminho para sustentabilidade, visando o equilíbrio entre os serviços ecossistêmicos, sociais e econômicos”.

 

 


  • 02/09/2021 • Geral

Relatório Anual 2020

Relatório Anual 2020

Baixe aqui!

Parceiros